MARCA SETEMETROS

Bem Vindo Visitante Nº

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Morten Soubak avalia atuação de brasileiras na Europa


O técnico da Seleção Feminina de Handebol, Morten Soubak, esteve na Europa, no último fim de semana (27 e 28) para conferir de perto o desempenho de algumas brasileiras que atuam no Continente. O dinamarquês, que já planeja a próxima convocação para treinamentos da equipe, foi acompanhar um pouco das atividades das jogadoras do Hypo Nö, na Áustria, equipe que tem um convênio firmado com a Confederação Brasileira de Handebol e possui oito atletas do País no elenco. O treinador assistiu também a alguns confrontos da Champions League, com brasileiras em quadra.
"Foi uma ótima visita. Assisti ao jogo do Hypo, contra o Buxtehuder SV, da Alemanha. O time austríaco jogou muito bem, ganhando de oito gols fora de casa. Foi um jogo muito difícil, então, pude sentir como o entrosamento das atletas está funcionando. Elas estão muito unidas e treinando bem. Vi também partida da Chana, pelo Randers HK, da Dinamarca, e da Duda, pelo Györi Audi ETO KC, da Hungria. Todas estão em excelente forma na competição", avaliou Morten.
O Hypo Nö conta com quatro jogadoras brasileiras que passaram a integrar a equipe nesta temporada: Deonise, Dara, Mayara e Karol, além de mais quatro que já atuavam na equipe: Alexandra, Ana Paula, Fernanda e Bárbara. Morten ressaltou o empenho do grupo. "Todas estão trabalhando muito bem. O comando da equipe está bem habituado às brasileiras no grupo e elas também estão bem adaptadas ao País e ao clube, o que facilita muito", completou.
Morten aproveitou para fazer uma visita à pivô Daniela Piedade, que sofreu um AVCI (Acidente Vascular Cerebral Isquêmico), no início do mês, antes de uma partida por seu novo clube, o Krim Ljubljana, da Eslovênia. "Ela está muito bem, se cuidando, fazendo fisioterapia e realizando exames para saber a causa do ocorrido. Foi muito bom visitá-la, ver como ela está. O clube está dando todo o apoio necessário a ela. Estão de parabéns pelo trabalho", finalizou Morten.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

CBHb promove curso de arbitragem


A capacitação e o aperfeiçoamento da arbitragem é um dos constantes focos da Confederação Brasileira de Handebol. Por isso, aproveitando a realização da Copa Nordeste de Clubes Masculina e Feminina, em Maceió (AL), a entidade está promovendo, paralelamente, um curso para 32 duplas de árbitros, de vários Estados do País.Os palestrantes são o diretor de arbitragem da CBHb e presidente da Comissão de Regras e Árbitros da Federação Pan-Americana de Handebol, Sálvio Pereira Sedrez, e o árbitro internacional Rogério Pinto.
As aulas são voltadas para árbitros nacionais que buscam ascender de categoria e para aqueles que pretendem ingressar no quadro de árbitros da CBHb.  Os participantes são dos Estados do Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí, Tocantins, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Distrito Federal, Rio de Janeiro e Santa Catarina.
Outro objetivo do curso é padronizar a arbitragem nacional."Estamos prospectando novos profissionais destes Estados, com o perfil que interessa à CBHb. Para tanto, temos provas práticas, teóricas e físicas, em que os árbitros devem atingir as médias pré-estabelecidas pela Comissão de Arbitragem Nacional", explicou Sedrez.
O diretor de arbitragem destaca ainda a importância da renovação de profissionais nesta área. "Estamos passando por uma fase de renovação na arbitragem Nacional e Pan-Americana. Não é fácil 'achar' bons árbitros e quando acontece, precisamos dar todas as condições e informações para que se tornem profissionais ainda mais qualificados no futuro", completou.
O curso será concluído na próxima sexta-feira (26). Aqueles que obtiverem as médias estabelecidas, receberão o certificado e poderão iniciar ou dar continuidade a suas carreiras dentro da Confederação.


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Taubaté e Metodista vencem na Liga Nacional Masculina


Duas partidas movimentaram a Liga Nacional Masculina de Handebol nesta quinta-feira (18). O confronto entre TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP) e Unopar Londrina/Sercomtel (PR), disputado no ginásio CEMTE, em Taubaté (SP), teve a vantagem do time da casa, com o placar de 31 a 24 (15 a 11 no primeiro tempo). A artilharia ficou com o armador André, do time paulista, com oito gols. Este foi o último confronto das duas equipes na fase classificatória. 
No outro jogo da rodada, a Metodista/São Bernardo/Besni (SP) derrotou o Interativo/AHB/São Carlos (SP), por 32 a 23 (19 a 12), no ginásio Milton Olaio Filho, em São Carlos (SP). Thiago, da Metodista, anotou oito gols e foi o destaque do duelo. 
A Liga Nacional Masculina retorna no sábado (27), com os últimos confrontos da fase classificatória entre Metodista/São Bernardo/Besni (SP) e Força Jovem EC (ES), e Pinheiros (SP) contra o Interativo/AHB/São Carlos (SP).
Resultados desta quinta-feira (18)
Liga Nacional Masculina
TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP) 31 x 24 Unopar Londrina/Sercomtel (PR)
Ginásio CEMTE, em Taubaté (SP)
Interativo/AHB/São Carlos (SP) 23 x 32 Metodista/São Bernardo/Besni (SP)
Ginásio Milton Olaio Filho, em São Carlos (SP)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Taubaté e Unopar lutam pelo segundo lugar na tabela da Liga


Nesta quinta-feira (18), quatro equipes entram em quadra pela Liga Nacional Masculina de Handebol. Nos dois jogos da rodada, os times estão separados por apenas um ponto na tabela. Em um deles, o TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP) recebe a Unopar Londrina/Sercomtel (PR), às 20h, no Ginásio CEMTE, para definir quem fica com a vice-liderança provisória da fase classificatória. No mesmo horário, a quarta melhor equipe na classificação até o momento, Metodista/São Bernardo/Besni (SP), vai ao Ginásio Milton Olaio Filho, em São Carlos (SP), para disputar contra o quinto colocado, o Interativo/AHB/São Carlos (SP).
De acordo com Marcus Oliveira, o Tata, técnico do Taubaté, equipe que conquistou sete pontos em cinco jogos, a partida promete ser bastante equilibrada. "Será um jogo muito disputado. A Unopar é bastante tradicional, conta com jogadores em excelente nível técnico, como o Léo (Leonardo Bortolini), e com um treinador que desenvolve um ótimo trabalho", destacou.
O comandante da Unopar, Gian Carlos Ramirez, afirma que o time do Paraná, que conta com seis pontos em cinco jogos, vai com força total para o confronto. "Essa partida terá um ingrediente a mais: a luta para definir posições. Será o último jogo das duas equipes na fase classificatória. Taubaté é forte, com uma defesa muito boa e, por isso, teremos que jogar muito para vencer. Com certeza, será uma grande partida", ressaltou.
Já no confronto paulista, a briga é pelo quarto lugar. A Metodista/São Bernardo/Besni (SP) conquistou cinco pontos em quatro jogos, enquanto o Interativo/AHB/São Carlos (SP) possui quatro pontos em quatro partidas disputadas. Os dois times ainda têm mais um jogo pela frente, além deste, na fase classificatória.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Quatro partidas abrem a Liga Nacional


Quatro confrontos abrem a temporada 2012 da Liga Nacional de Handebol, nesta quinta-feira (13). A competição, que conta com 14 equipes, sendo sete no masculino e sete no feminino, terá como um dos destaques nesse primeiro dia, o confronto de dois times que participam pela primeira vez do campeonato. Entre as mulheres, o Coca Cola/Copel/Unipar/Cianorte (PR) enfrenta o Itapevi Handebol (SP), no Ginásio de Esportes Tancredo Neves, em Cianorte (PR), às 20h.
O time de Cianorte, criado há cinco anos, conta com uma base de atletas formadas no Estado do Paraná, que vêm ganhando experiência com outros campeonatos nacionais. Além disso, para a Liga, a equipe ganhou os reforços da ponta Aline Pará, e da armadora Thaise, ambas vindas do Blumenau/FURB. "Este será nosso primeiro ano na Liga Nacional, mas temos um bom histórico de competições organizadas pela Confederação Brasileira de Handebol, como o Campeonato Brasileiro e a Copa Brasil. Além disso, temos várias atletas que fazem parte da Seleção Júnior também. Estamos fazendo um bom trabalho e esperamos obter bons resultados durante a temporada", resumiu o supervisor do grupo, Newton Trindade.
A equipe de Itapevi também tem grandes expectativas. Um dos objetivos neste primeiro momento, além de brigar por uma boa colocação durante o campeonato, é ganhar experiência jogando contra equipes que já disputavam a Liga anteriormente. "Temos uma mescla de jogadoras, algumas experientes que já jogaram outros campeonatos importantes e outras com média de idade bem baixa. Nosso desempenho será uma incógnita, já que é a primeira vez que partcipamos, mas estamos nos preparando muito", contou o técnico Danilo Augusto.
O treinador destaca dois fortes adversários na competição que são a Metodista/São Bernardo e a Blumenau/FURB. "Essas duas equipes são muito experientes. As outras, incluindo a nossa, fazem um ótimo trabalho e estão bem niveladas, portanto, acho que teremos confrontos muito equilibrados. Isso é ótimo, pois mostra que teremos um campeonato bem disputado do início ao fim", completou.  
Ainda no feminino, mais dois jogos fazem parte da rodada inicial. Às 19h, o Blumenau/Furb (SC) recebe o Apah/UCS/Pref. de Caxias do Sul (RS), no Complexo Esportivo Bernardo Werner, em Blumenau (SC). Às 20h, a UNC/Concórdia (SC) enfrenta em casa o Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS), no ginásio da UNC, em Concórdia (SC).
Entre os homens, apenas o Itapema/ACEU/Univali/AMAJ (SC) e o EC Pinheiros (SP) entram em quadra no Ginásio de Esportes da Univali, em Itajaí (SC), às 20h. Os demais times fazem os primeiros confrontos no próximo sábado (15).
A competição será disputada em turno único. Os melhores colocados se classificam para a fase final, prevista para o fim de novembro ou começo de dezembro. O masculino terá a participação do último campeão, o EC Pinheiros (SP), além de AHB/São Carlos (SP), Força Jovem Esporte Clube (ES), Itapema/Aceu/Univali/Amaj (SC), Metodista/São Bernardo/Besni (SP),  TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP) e Unopar/Sercomtel (PR) .
Já no feminino, a Metodista/São Bernardo (SP) levantou a taça em 2011 e retorna à quadra nesta temporada ao lado de Apah/UCS/Prefeitura de Caxias do Sul (RS), Blumenau/Furb (SC), Coca Cola/Copel/Unipar/Cianorte (PR), Itapevi Handebol (SP), Santa/Feevale/Novo Hamburgo (RS) e UNC/Concórdia (SP).
Tabela - 1ª rodada
Quinta-feira
Liga Nacional Feminina
19h - Blumenau/FURB (SC) x APAH/UCS/Caxias do Sul (RS)
Complexo Esportivo Bernardo Werner - Rua Itajaí, 3434 - Blumenau (SC)

20h - Coca Cola/Copel/Unipar/Cianorte (PR) x Itapevi Handebol (SP)
Ginásio de Esportes Tancredo Neves - Praça Olímpica, s/nº - Cianorte (PR)
20h - UNC/Concórdia (SC) x Santa/feevale/Novo Hamburgo (RS)
Ginásio da UNC/Concórdia - Rua Victor Sopelsa, 3000 - Concórdia (SC)

Liga Nacional Masculina
20h - Itapema/ACEU/Univali/AMAJ (SC) x EC Pinheiros (SP)
Ginásio de Esportes da Univali - Rua Uruguai, 458 - Itajaí (SC)

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Morten é eleito o segundo melhor técnico do ano


Morten Soubak foi eleito o segundo melhor técnico de handebol feminino do Mundo. O dinamarquês, que comanda a Seleção Brasileira desde março de 2009, recebeu 23% da preferência em votação aberta realizada no site da Federação Internacional de Handebol (IHF). O resultado foi divulgado nesta terça-feira (11) pela entidade.
O primeiro lugar ficou com Thorir Hergeirsson, técnico da Noruega - atual campeão mundial e olímpico - com 32% dos votos. Além de Morten, Olivier Krumbholz, da seleção francesa, também obteve 23%. Completaram a lista Dragan Adzic, de Montenegro, equipe medalha de prata em Londres, com 16%, e Fernando Eduardo, de Angola, com 6%.
Morten afirmou que estar entre os melhores técnicos da modalidade é motivo de orgulho e que essa conquista não é somente dele. "O resultado é um reconhecimento não apenas do meu trabalho à frente da Seleção Feminina. Esse mérito é também das jogadoras, da comissão técnica e da Confederação Brasileira de Handebol. Com certeza, essa votação da IHF ajudará ainda mais a divulgar o handebol brasileiro por todo o Mundo. Agradeço a todos que votaram e que confiam em nosso trabalho."
Entre os bons resultados conquistados pelo treinador com a Seleção estão o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011, o quinto lugar no Campeonato Mundial, disputado em dezembro de 2011, em São Paulo, e a sexta colocação nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012.
Na eleição entre os técnicos de equipes masculinas, Ulrik Wilbek (Dinamarca) foi o campeão de votos, com 34%. Claude Onesta (França) recebeu 27%, enquanto Valero Rivera (Espanha), Eduardo Gallardo (Argentina) e Alfred Gislason (THW Kiel) obtiveram 13% dos votos cada.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Definida Seleção Brasileira para o Pan de Seleções


Já estão definidos os 16 jogadores que integrarão a Seleção Brasileira Masculina de Handebol no Campeonato Pan-Americano Adulto de Seleções de 18 a 24 de junho, em Buenos Aires, na Argentina. A lista final foi divulgada nesta terça-feira (12) pelo técnico Jordi Ribera, após o penúltimo treinamento da equipe em São José dos Pinhais, no Paraná, que contava com 20 integrantes. A última atividade da etapa de preparação foi realizada nesta quarta pela manhã. Os atletas convocados se apresentam no próximo sábado (16) em São Paulo e, no dia seguinte, viajam para o país vizinho, em voo marcado para as 10h40 no Aeroporto Internacional de Guarulhos (TAM).
A Seleção, que vai em busca de seu terceiro título pan-americano e de uma vaga do Mundial da Espanha, terá nomes experientes como o goleiro Rick, os armadores Zeba e Japa, o central Diogo Hubner e os pontas Borges e Gil Vicente. Também defenderão o Brasil estreantes como o armador Matheus Perrela e os pontas Lucas e Wesley. Lucas (ponta-direita) quer trabalhar bem para retribuir a chance dada pelo treinador. "Estou muito feliz com a convocação. A oportunidade foi dada e, agora, quero fazer o meu melhor para ajudar a equipe a voltar com uma medalha. Chegar à seleção adulta é o sonho de qualquer jogador e estou realizando o meu. Nesses dias aqui no Paraná reafirmei conceitos como seriedade e responsabilidade, convivendo com os mais velhos. Foi muito bom."
O ponta-esquerda Gil Vicente falou sobre a competição e avaliou o período de treinos em São José dos Pinhais, que começou no dia 5. "Acho que as expectativas são as melhores possíveis. Todos estão com muita vontade e o Jordi é um profissional excelente, que já nos fez melhorar em muitos aspectos nesses dias que passamos aqui", destacou. "Ele é muito teórico, estrategista e nos faz ver na teoria o que vamos fazer na prática. Isso ajuda bastante. Além disso, trouxe novidades como a maneira de organizarmos a defesa. Sempre trabalhamos defensivamente para os adversários atacarem por fora. Mas o Jordi nos mostrou que precisamos induzi-los a atacar por dentro, e que mesmo sendo o ponto forte deles será o nosso também", contou.
Jordi está de volta depois de ter comandado a Seleção Brasileira Masculina de 2005 a 2008. O espanhol também falou sobre o quanto a equipe melhorou nessa semana de treinos. "Foram dias bastante positivos. Aproveitamos muita coisa do que foi realizado anteriormente (pelo técnico Javier Garcia Cuesta) e acrescentamos alguns aspectos novos. O que mais trabalhamos foi a defesa, mas também colocamos diversas situações de ataques, principalmente para os atletas que estão chegando agora", finalizou.
O Brasil está no Grupo B do Pan-Americano, ao lado de Paraguai, México e Uruguai. A estreia será na terça-feira (19), às 14h, contra os paraguaios. A rival Argentina está do outro lado, no Grupo A, com Chile, Groenlândia, Estados Unidos e Venezuela. Os dois melhores de cada grupo disputarão as semifinais. Os três primeiros colocados no Pan garantem vaga no Mundial da Espanha, em janeiro de 2013.
Seleção Brasileira
Goleiros:
Leonardo Vial Tercariol - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Luiz Ricardo do Nascimento-Rick - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Armadores:
Fernando José Pacheco Filho-Zeba (armador-direito) - Esporte Clube Pinheiros (SP)
Gustavo Nakamura Cardoso (armador-esquerdo) - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Matheus Perrela Filho (armador-esquerdo) - Esporte Clube Pinheiros (SP)
Raul Nantes Campos (armador-esquerdo) - Academia Octavio Vigo (Espanha)
Thiagus Petrus (armador-esquerdo) - Naturhouse La Rioja (Espanha)
Centrais:
Diogo Kent Hubner - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Henrique Selicani Teixeira - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Thiago Roberto Torres dos Santos - TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP)
Pontas:
Felipe Borges (ponta-esquerda) - Reale Ademar León (Espanha)
Gil Vicente (ponta-esquerda) - Unoesc/Orbenk/PMC (SC)
Lucas Bendito Candido (ponta-direita) - TCC/Unitau/Unimed/Tarumã/Taubaté (SP)
Wesley Aparecido de Freitas (ponta-direita) - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Pivôs:
Emerson Santos Silva - Unimed/UEM/Maringá (PR)
Vinícius Santos Teixeira - ADC Metodista/São Bernardo (SP)
Tabela do Pan-Americano:
Segunda-feira (18)
18h - Argentina x Estados Unidos
20h - Chile x Groenlândia
Terça-feira (19)
14h - Paraguai x Brasil
16h - Uruguai x México
18h - Chile x Venezuela
21h - Groenlândia x Argentina
Quarta-feira (20)
15h - Paraguai x Uruguai
17h - México x Brasil
19h - Estados Unidos x Venezuela
21h - Argentina x Chile
Quinta-feira (21)
14h - México x Paraguai
16h - Brasil x Uruguai
18h - Argentina x Venezuela
20h - Estados Unidos x Groenlândia
Sexta-feira (22)
16h - Groenlândia x Venezuela
18h - Estados Unidos x Chile
Sábado (23)
13h (semifinal) - 1º Grupo A x 2º Grupo B
15h (semifinal) - 1º Grupo B x 2º Grupo A
17h (quinto e sexto lugares) - 3º Grupo A x 3º Grupo B
19h (sétimo a nono lugares) - 5º Grupo A x 4º Grupo B
Domingo (24)
9h (sétimo a nono lugares) - 4º Grupo A x 4º Grupo B
11h (terceiro e quarto) - perdedor semifinal 1 x perdedor semifinal 2
13h (final) - ganhador semifinal 1 x ganhador semifinal 2

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Seleção Feminina conhece adversárias nas Olimpíadas


Já estão definidas as primeiras adversárias da Seleção Brasileira Feminina de Handebol para os Jogos Olímpicos de Londres, de 28 de julho a 12 de agosto. O sorteio realizado na tarde desta quarta-feira (30) na capital inglesa definiu as chaves da primeira fase, que será disputada no ginásio Cooper Box, dentro do Olympic Park. O Brasil caiu no Grupo A, ao lado de Montenegro, Rússia, Croácia, Grã-Bretanha e Angola. Na Chave B, ficaram Noruega, Espanha, Dinamarca, França, Suécia e Coreia do Sul. Os quatro melhores de cada grupo avançam às quartas-de-final.
Jogadoras e comissão técnica da equipe nacional estão na França em fase de preparação, disputando amistosos, e acompanharam a definição. "Não existe grupo fácil e jogo fácil em Olimpíadas. Mas claro que ter a Grã-Bretanha em nossa chave, por exemplo, é bom para nós, já que são consideradas uma das mais fracas. Estamos contentes por acreditar ainda mais que somos capazes de nos classificarmos e fazer o nosso melhor em busca da medalha, que é nosso objetivo. Mas será uma partida de cada vez. Rússia é forte e a seleção de Montenegro, por exemplo, é praticamente toda formada por jogadoras do Buducnost, que venceu a Champions League este ano", avaliou o treinador Morten Soubak.
A Coreia do Sul, bronze nas Olimpíadas de Pequim-2008, não caiu no mesmo lado do Brasil, mas as equipes entraram em quadra nesta quarta (30) para disputar o primeiro de dois amistosos em Maubeuge, na França, e fizeram um confronto equilibrado. As brasileiras venceram as orientais por 26 a 25 (16 a 8 no primeiro tempo). "Dominamos o jogo na primeira etapa, com muitos contra-ataques e também ótimas defesas da Mayssa (goleira), inclusive em bolas na cara do gol. Mas a Coreia fez algumas mudanças para o segundo tempo, pressionou muito mais. Nos 15 minutos finais, o jogo foi mais igual, mas erramos dois contra-ataques e elas encostaram. Caímos de produção no final, mas temos que valorizar a Coreia, que é uma equipe muito forte, com estilo diferente e que muda de direção toda hora durante a partida", analisou Morten.
O Brasil volta a enfrentar a Coreia do Sul nesta sexta-feira (1º), às 15h30 (horário de Brasília). A equipe que está reunida na França conta com 17 jogadoras, sendo que 15 delas atuam na Europa. Antes de ir para Maubeuge, a Seleção passou pela Turquia, onde disputou um torneio internacional preparatório e venceu os três jogos, contra Suécia, Bielorrússia e as donas da casa. 
Chave dos Jogos Olímpicos:
Grupo A: Montenegro, Rússia, Croácia, Grã-Bretanha, Brasil, Angola
Grupo B: Noruega, Espanha, Dinamarca, França, Suécia, Coreia do Sul

terça-feira, 29 de maio de 2012

Brasil se prepara para estilo oriental da Coreia do Sul


Depois de terminar invicta o torneio preparatório para os Jogos Olímpicos de Londres, na semana passada na Turquia, a Seleção Feminina Olímpica de Handebol já está em Maubeuge, no Norte da França, onde irá enfrentar a Coreia do Sul em dois jogos amistosos. O primeiro deles será nesta quarta-feira, às 14h15 (horário de Brasília) e o segundo na sexta-feira, às 15h30. As coreanas, medalha de bronze em Pequim, na China, em 2008, também já estão classificadas para Londres e têm um estilo de jogo bastante peculiar.  
Na semana passada, o Brasil venceu os três jogos amistosos que disputou em solo turco. O primeiro adversário foi a Suécia, o segundo a Bielorrússia e o tericeiro a própria Turquia. Para estes compromissos, o técnico Morten Soubak convocou 17 jogadoras, das quais 15 atuam na Europa. Do país do Leste Europeu, elas foram direto para a França. 
A seleção da Coreia sempre se destaca pela velocidade e por ter um estilo de jogo particular. "Nas Olimpíadas só elas terão esse estilo de jogo", analisou o treinador. "Por isso, acho muito boa essa oportunidade de enfrentá-las nesses dois amistosos. É interessante saber como jogar contra a equipe e que tipo de partida podemos esperar", completou.
Além de conhecer melhor as adversárias, o interesse da Seleção Brasileira é ganhar mais experiência nesta reta final de preparação para as Olimpíadas. "O foco amanhã ainda será a nossa performance e a Coreia é um bom adversário para vermos como estamos."
As duas equipes se encontraram nas Olimpíadas de Pequim em 2008, edição em que as orientais ficaram com a medalha de bronze. Na ocasião, o Brasil venceu a partida por apenas um gol, no último segundo. "Sabemos que pode ser um jogo muito equilibrado. Para mim, o que importa é o presente e não a história. Quatro anos atrás as duas equipes eram diferentes." 
Programação:
Quarta-feira (30)
Às 14h15 - Brasil x Coreia do Sul
Quinta-feira (31) - treino
Sexta-feira (1º)
Às 15h30 - Brasil x Coreia do Sul

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Rumo a Londres - Seleção Feminina enfrenta a Suécia


Já reunidas em Antalya (TUR), as 17 jogadoras da Seleção Brasileira Feminina de Handebol convocadas pelo técnico Morten Soubak se preparam para enfrentar as suecas nesta quinta-feira (24), às 13h (horário de Brasília), pela primeira rodada do torneio internacional da Turquia. Os dois países, Brasil e Suécia, têm vaga garantida nos Jogos Olímpicos de Londres. A última vez que se encontraram foi em 2011, em três amistosos disputados em Praia Grande, litoral de São Paulo, com placares apertados: um empate em 28 gols, uma vitória do time canarinho (25 a 24) e uma das escandinavas (26 a 24).
A pivô brasileira Dani Piedade destacou a força das adversárias. "Sabemos que a Suécia tem jogadoras de qualidade e deve entrar em quadra com equipe completa. Então, será um ótimo teste. Ainda que a gente não caia na mesma chave nas Olimpíadas, podemos nos cruzar mais para frente. Elas têm uma defesa forte, com atletas altas. Muitas jogam na Dinamarca e na Noruega e têm se desenvolvido bastante nos últimos anos. A expectativa é que, novamente, seja uma partida equilibrada."
Na sexta-feira (25), pela segunda rodada do torneio internacional, o Brasil pega a Bielorrússia às 11h (de Brasília). O último duelo, no sábado (26), às 13h, será com as turcas, donas da casa. Nenhuma das duas equipes disputarão as Olimpíadas. No domingo (27), as comandadas de Morten Soubak embarcam para a França, onde farão dois amistosos contra a Coreia do Sul, nos dias 30 e 1º de junho. As coreanas conquistaram medalha de bronze em Pequim-2008 e aparecem como fortes adversárias para os Jogos de Londres. 
Além de Brasil, Suécia e Coreia do Sul, estão garantidos nas Olimpíadas-2012 Noruega, Angola e Grã-Bretanha. Os outros seis países que disputarão a competição serão definidos nos pré-olímpicos de 24 a 27 de maio. Na quarta-feira (30), no Crystal Palace National Sports Centre, em Londres, será realizado o sorteio das chaves para a fase preliminar dos Jogos Olímpicos, às 17h30 (horário local). 
Programação (horário de Brasília)
Quinta-feira (24)
Às 13h - Suécia x Brasil 
Sexta-feira (25)
Às 11h - Bielorrússia x Brasil
Sábado (26)
Às 13h - Turquia x Brasil
Domingo (27) - viagem para a França
Segunda (28) e terça-feira (29) - treino
Quarta-feira (30)
Às 14h15 - Brasil x Coreia do Sul
Quinta-feira (31) - treino
Sexta-feira (1º)
Às 15h30 - Brasil x Coreia do Sul

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Seleção Feminina disputa torneio na Turquia


A Seleção Brasileira Feminina de Handebol está de olho na medalha olímpica inédita e volta a se reunir na próxima semana para mais uma etapa de preparação rumo às Olimpíadas de Londres, embalada pelos dois empates em março contra a atual campeã europeia, mundial e olímpica Noruega. Um grupo com  17 jogadoras, convocado pelo técnico Morten Soubak, se apresenta na quarta-feira (23), em Antalya, na Turquia, onde disputará um torneio internacional do dia 24 ao dia 26. Os adversários serão Suécia (dia 24), Bielorrússia (25) e Turquia (26). No dia seguinte à última partida (27), a equipe viaja para a França, onde fará dois amistosos contra a Coreia do Sul, em 30 de maio e 1º de junho. No dia 3, as atletas serão liberadas.
Bielorrússia e Turquia não estarão nos Jogos Olímpicos, ao contrário de Suécia e Coreia do Sul, que têm passaporte carimbado para a Inglaterra. Morten Soubak avaliou as principais equipes que as meninas do Brasil enfrentarão na semana que vem e que podem cair em seu grupo nas Olimpíadas. "As suecas nós conhecemos muito bem. São vice-campeãs europeias e sabemos que compõem um time muito forte fisicamente", comentou. "Já as coreanas têm um estilo único, diferente de todas as outras equipes, e será muito importante vermos como é jogar contra elas. São velozes, explosivas e fazem marcação alta."
O treinador também destacou quais serão as prioridades dessa etapa de preparação. "Vamos ter um foco maior nas variações táticas durante os treinamentos e os jogos, além de nos concentrarmos em melhorar nosso contra-ataque. Fora isso, continuaremos jogando com duas defesas (6-0 e 5-1), como fizemos durante o Mundial (em dezembro, em São Paulo, quando o Brasil registrou o quinto lugar inédito)."
Além de Brasil, Suécia e Coreia do Sul, estão garantidos nas Olimpíadas Noruega, Angola e Grã-Bretanha. Os outros seis países que disputarão a competição serão definidos nos pré-olímpicos de 24 a 27 de maio. Na sequência, no dia 30, no Crystal Palace National Sports Centre, em Londres, será realizado o sorteio das chaves para a fase preliminar dos Jogos Olímpicos, às 17h30 (horário local).
Programação:
Segunda-feira (21) - embarque rumo à Turquia da comissão técnica e jogadoras que atuam no Brasil
Quarta-feira (23) - Seleção se reúne na Turquia
Quinta-feira (24) - Suécia x Brasil
Sexta-feira (25) - Bielorrússia x Brasil
Sábado (26) - Turquia x Brasil
Domingo (27) - Seleção viaja para a França
Quarta-feira (30) - Brasil x Coreia do Sul
Sexta-feira (1º) - Brasil x Coreia do Sul

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Pernambuco recebe Brasileiro Júnior Masculino


A cidade de Garanhuns (PE) receberá a fase final do Campeonato Brasileiro Júnior Masculino na próxima semana, de segunda (21) a sexta-feira (25). Todos os jogos serão disputados no Ginásio do SESC. Nos três primeiros dias, serão realizadas partidas classificatórias. Os cruzamentos olímpicos serão na quinta, inclusive as semifinais. Na sexta, as equipes entram em quadra para as disputas de ouro e bronze e para a definição de quinto a oitavo colocados.
Serão oito times de seis estados, divididos em dois grupos. Na Chave A, estão dois anfitriões, Português/Aeso (PE) e Caruaru Handebol (PE), além de uma paulista e uma paraibano, Cepe 2004/Fupes Santos (SP) e Grêmio Cief (PB). A Chave B reúne um catarinense, Itapema/Aceu/Univali (SC), um piauiense, Caic Balduíno/GHC/UFPI (PI), um paulista, Esporte Clube Pinheiros (SP), e um carioca, FME Campos/Universo (RJ). O atual campeão do Brasileiro Júnior Masculino é o Português/Aeso. 
Confira a tabela:
Segunda-feira (21)
13h - Itapema/Aceu/Univali (SC) x FME Campos/Universo (RJ)
14h30 - Caic Balduíno/GHC/UFPI (PI) x Esporte Clube Pinheiros (SP)
16h - Grêmio Cief (PB) x Cepe 2004/Fupes Santos (SP)
18h - Português/Aeso (PE) x Caruaru Handebol (PE)
Terça-feira (22)
13h - Caic Balduíno/GHC/UFPI (PI) x FME Campos/Universo (RJ)
14h30 - Itapema/Aceu/Univali (SC) x Esporte Clube Pinheiros (SP)
16h - Caruaru Handebol (PE) x Cepe 2004/Fupes Santos (SP)
17h30 - Português/Aeso (PE) x Grêmio Cief (PB)
Quarta-feira (23)
13h - FME Campos/Universo (RJ) x Esporte Clube Pinheiros (SP)
14h30 - Caic Balduíno/GHC/UFPI (PI) x Itapema/Aceu/Univali (SC)
16h - Caruaru Handebol (PE) x Grêmio Cief (PB)
17h30 - Português/Aeso (PE) x Cepe 2004/Fupes Santos (SP)
Quinta-feira (24)
13h - 3º colocado Chave B x 4º colocado Chave A
14h30 -  3º colocado Chave A x 4º colocado Chave B
16h - 1º colocado Chave B x 2º colocado Chave A
17h30 - 1º colocado Chave A x 2º colocado Chave B
Sexta-feira (25)
8h - definição 7º e 8º
9h30 - definição 5º e 6º
11h - definição 3º e 4º
12h30 - definição 1º e 2º
14h - Premiação e encerramento

sábado, 12 de maio de 2012

Brasil é campeão Pan-Americano Juvenil Feminino


Brasil é ouro no Chile. A Seleção Feminina Juvenil de Handebol sagrou-se campeã do Pan-Americano de Santiago neste sábado (12) com triunfo sobre a grande rival Argentina por 31 a 19 (16 a 09 no primeiro tempo), na última partida da competição, que foi disputada em pontos corridos. Esse foi o nono título brasileiro na categoria, todos consecutivos. A equipe nacional fez campanha impecável no torneio, com 10 pontos conquistados após cinco vitórias em cinco jogos. Além de subir no lugar mais alto do pódio, as meninas garantiram classificação para o Mundial de Montenegro, de 16 a 26 de agosto. As outras duas vagas ficaram com o segundo colocado Uruguai e o dono da medalha de bronze, Paraguai.
Com três derrotas na competição continental, as argentinas terminaram apenas na quarta posição. Em quinto ficou o Canadá e, em sexto e último, sem marcar pontos, as chilenas, donas da casa. Já o Brasil teve muito o que comemorar. O País terminou com o segundo melhor ataque do Pan (182 gols marcados) e com a melhor defesa (105 gols sofridos). A pivô Paloma Pfiffer Muniz comemorou muito a conquista do título. "Estamos muito felizes. É uma alegria que eu nunca pensei que podia sentir, uma felicidade enorme", vibrou. "Agora, vou trabalhar ainda mais do que já trabalhei para fazer parte da equipe que vai disputar o Mundial", completou.
O técnico da Seleção Brasileira, Gabriel Citton, elogiou o desempenho de suas comandadas, principalmente no setor defensivo, e alertou o que precisa melhorar para o próximo desafio, em Montenegro. "Esse grupo se preparou para enfrentar o mais difícil que pudesse ter pela frente e foi evoluindo muito no ritmo de jogo durante o Pan-Americano", avaliou. "Jogamos melhor na defesa do que ofensivamente. Então, precisamos continuar treinando para realizar um bom Campeonato Mundial e colocar em prática todo o potencial que temos", destacou.
Atletas
Goleiras:
Bianca Freitas da Silva (Colégio Santa Catarina Novo Hamburgo/RS)
Tatiana Ramos Alves (Esporte Clube Pinheiros/SP)
Armadoras:
Carolina Lourenço Ferreira (Federação Paulista de Handebol/SP)
Carolline Dias Minto (Ass. Cariaciquense de Esportes/ES)
Ligia Costa Maia da Silva (Capão da Canoa/Petrobras/RS)
Sarah Vandekolken Salles Oliveira (Coca-cola/Copel/Unipar/Cianorte/PR)
Tauani Martins Schneider (Colégio Santa Catarina Novo Hamburgo/RS)
Centrais:
Gabriela Pessoa Constantino (Esporte Clube Pinheiros/SP)
Marcella Ferreira Chaves Cosme (Clube Português do Recife/Aeso/PE)
Pontas:
Fabiane da Silva Santos (Alef Handebol/RJ)
Francyele Marçal de Souza Lira (Clube Português do Recife/Aeso/PE)
Isabelle dos Santos Medeiros (Esporte Clube Pinheiros/SP)
Jade Andrade Monteiro (Clube Português do Recife/Aeso/PE)
Pivôs:
Nadyne Keller Morcineck (Alef Handebol/RJ)
Paloma Pfiffer Muniz (Abluhand/SC)
Tamires Morena Lima de Araújo (Alef Handebol/RJ)
Comissão técnica
Supervisor: Soraya Parreira
Técnico: Gabriel Citton
Ass. Técnico: Ruy Gonçalves Sanches
Fisioterapeuta: Nelson Lineu de Assis
Diretor de Seleções: Vitor Domingos Martinez

Classificação final:
1º - Brasil
2º - Uruguai
3º - Paraguai
4º - Argentina
5º - Canadá
6º - Chile
Resultados
Terça-feira (8)
16h - Uruguai 32 x 39 Brasil
18h - Argentina 26 x 20 Canadá
20h30 - Paraguai 28 x 21 Chile

Quarta-feira (9)
16h30 - Uruguai 30 x 24 Argentina
18h30 - Paraguai 16 x 41 Brasil
20h30 - Canadá 33 x 20 Chile

Quinta-feira (10)
16h30 - Uruguai 42 x 20 Canadá
18h30 - Argentina 17 x 18 Paraguai
20h30 - Chile 16 x 30 Brasil

Sexta-feira (11)
16h30 - Brasil 41 x 22 Canadá
18h30 - Uruguai 45 x 29 Paraguai
20h30 - Argentina 37 x 23 Chile

Sábado (12)
16h30 - Canadá 20 x 23 Paraguai
18h30 - Uruguai 45 x 23 Chile
20h30 - Brasil 31 x 19 Argentina

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Jordi Ribera volta ao comando da Seleção Masculina


O espanhol Jordi Ribera está de volta à Seleção Brasileira Masculina de Handebol. O técnico, que já esteve à frente da equipe, inclusive durante os Jogos Olímpicos de Pequim-2008, fechou contrato com o Brasil novamente, desta vez até 2016. A principal tarefa do treinador será preparar o grupo nos próximos quatro anos, de olho nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. No entanto, a primeira missão de Ribera quando chegar ao País, no próximo dia 1º, será treinar a Seleção para a disputa do Pan-Americano de Seleções, de 18 a 25 de junho, em Buenos Aires, na Argentina. Serão 16 convocados.
Durante sua passagem anterior pelo Brasil, Jordi fez um amplo trabalho que resultou em uma visível evolução da equipe. Além disso, implantou novas ideias na formação de jogadores e, também, entre técnicos e profissionais. Mais uma vez o treinador atuará nas categorias de base, visando à formação de novos atletas. Aliás, essa é uma das áreas que mais empolgam o europeu. "Gostaria de retomar esse trabalho da mesma maneira. Conseguimos muitos frutos, muitos nomes que, hoje, integram a Seleção."
A escolha pela volta de Jordi foi feita em meio a muitas possibilidades. Segundo o presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), Manoel Luiz Oliveira, com a saída do também espanhol Javier Garcia Cuesta, que estava à frente da Seleção Masculina, a entidade recebeu manifestações de interesse de treinadores do mundo todo, inclusive de países de tradição na modalidade. No entanto, a opção pelo retorno de Jordi levou em consideração o trabalho de qualidade que ele realizou em sua primeira estadia no Brasil. "Quando ele esteve aqui, fez um trabalho excepcional e extremamente competente. Pesou o fato de ele já ter um conhecimento amplo do handebol no País, além de sua capacidade incontestável como treinador", elogiou. "Estamos muito felizes por ele ter aceitado esse novo desafio", completou.
Depois que deixou o Brasil, Jordi esteve por quatro anos à frente de equipes espanholas que disputam os principais campeonatos do país e é, também, o responsável por um projeto da Federação Internacional de Handebol (IHF) em países como Guatemala e México, onde são expostas maneiras de fomentar o crescimento da modalidade, semelhante ao que já foi feito aqui. O europeu tem grandes expectativas para seu retorno à Seleção Brasileira. "É um projeto muito importante e um terreno que conheço muito bem. Apesar de estar fora há quatro anos, ainda há muitos atletas com quem eu já trabalhei anteriormente", lembrou Jordi.
Nesses quatro anos afastado, Jordi acompanhou pouco a trajetória do Brasil, mas lamenta a não classificação da equipe para as Olimpíadas de Londres-2012. "Infelizmente, a Seleção Masculina não conseguiu a vaga. Mas isso é algo que pode passar, levando-se em conta que os Jogos Pan-Americanos classificam apenas um. A Argentina (que venceu o Brasil no Pan de Guadalajara e se classificou para as Olimpíadas) também possui um time muito bom, que evoluiu recentemente. Qualquer um poderia ter vencido. O Pré-olímpico (este ano disputado em abril, na Suécia) também é bastante complicado, mas o mais importante é que o Brasil demonstrou estar em ótimo nível."

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Pan de Clubes - Metodista x Pinheiros na final


Metodista/São Bernardo e E.C. Pinheiros vão disputar o título de melhor clube das Américas. A decisão do Campeonato Pan-Americano de Clubes de Handebol será nesta terça-feira (1º), às 17h15, no Ginásio Darcy Cortês, o Moringão, em Londrina, no Paraná. O campeão também garantirá vaga no Mundial de Clubes, o Super Globe de Doha, no Qatar, em agosto. A decisão da medalha de bronze será entre os argentinos do River Plate e do Quilmes, às 15h30. E a disputa pelo sétimo lugar será entre a Universidad de lós Lagos (Chile) e a Universidad Americana (Paraguai), às 10h30.
Na primeira semifinal, nesta segunda (30), a Metodista/São Bernardo superou o River Plate (Argentina) por 34 a 18 (17 a 10). O goleador foi Carlito, da Metodista, com sete gols. Porém, o grande destaque da partida foi o goleiro Rick, que fechou o gol da equipe do ABC Paulista. "Entramos muito concentrados, focados em ganhar o jogo e não deixamos que a rivalidade entre brasileiros e argentinos nos atrapalhasse. Amanhã, na final, temos um jogo muito difícil. É importante mantermos uma defesa forte e não errarmos nas finalizações", disse Rick.
O Pinheiros garantiu a vaga na decisão após vencer o Quilmes (Argentina) por 40 a 25 (19 a 12). O artilheiro do confronto foi Fábio Vanini, com sete gols. "Foi uma partida nervosa. Entramos um pouco na pilha dos argentinos, mas deu tudo certo e estamos muito felizes por disputar essa final", afirmou o jogador. "O confronto entre Metodista e Pinheiros é um dos maiores clássicos do handebol brasileiro e amanhã vamos disputar o título de melhor das Américas. As duas equipes se conhecem muito bem, e acredito que quem errar menos e conseguir surpreender de alguma forma leva o título. Nosso time está preparado e vamos lutar pelo bicampeonato", completou.    
Taubaté e Unopar/Londrina disputam o quinto lugar da competição, também nesta terça, a partir das 13h45. O time do interior paulista goleou o Universidad de lós Lagos (Chile) por 52 a 15 (25 a 7) com dez gols do ponta Cléber Andrade. Já os anfitriões derrotaram o Universidad Americana (Paraguai) por 41 a 22 (21 a 11). Os artilheiros da partida, com seis gols cada, foram Benjamin Pinheiro e Rodrigo Dias, da Unopar/Londrina, e José Cazal, do time paraguaio.
"Entramos muito confiantes na partida, pois sabíamos que seria um jogo mais tranquilo. No início, oscilamos um pouco, mas depois conseguimos encaixar bem os contra-ataques e construímos um placar elástico", avaliou Alemão, ponta-esquerda da equipe de Taubaté.
Para o armador Diogo Souza, o Boi, da Unopar/Londrina, a equipe disputou a partida com uma nova motivação. "É difícil não estar nas semifinais. Então, tivemos que buscar um incentivo diferente para seguir forte na competição. Estamos com um time novo, reestruturado e o foco agora é adquirir experiência, ritmo de jogo e chegar bem à Liga Nacional", comentou.

Tabela - terça-feira (1º)

10h30 (7º e 8º) - Universidad de lós Lagos (Chile) x Universidad Americana (Paraguai)
13h45 - (5º e 6º) Taubaté (SP) x Unopar/Londrina (PR)
15h30 - (3º e 4º) River Plate (Argentina) x Quilmes (Argentina)
17h15 - (1º e 2º) Metodista/São Bernardo (SP) x E.C. Pinheiros (SP)

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Pan-Americano de Clubes de Handebol


O clima do Campeonato Pan-Americano Masculino de Clubes de Handebol começa a esquentar ainda mais nesta quarta-feira (25) com a chegada das primeiras equipes à cidade e, na quinta (26), com os treinamentos no Ginásio Moringão, o mesmo que receberá as partidas de 27 de abril a 1º de maio. O campeão do torneio será o representante das Américas no Super Globe (Mundial) de Doha, no Qatar, em agosto.
Na Chave A, estão Esporte Clube Pinheiros (SP), Universidad Americana (PAR), Clube Atlético River Plate (ARG) e TCC/ Unitau/ Unimed/ Milclean/ Tarumã/ Taubaté (SP). O Grupo B reúne a anfitriã Unopar Londrina/Sercomtel (PR), além de Universidad de los Lagos (CHI), ADC Metodista/São Bernardo (SP) e AACF Quilmes (ARG). O sistema de disputa será todos contra todos, dentro de suas chaves. Os dois primeiros de cada grupo disputarão as semifinais. Os jogos têm entrada franca.
Para uma das equipes, o Pan de Clubes 2012 será ainda mais especial: o Taubaté fará sua estreia em competições internacionais. O técnico do time paulista, Marcus Tatá, destacou o confronto da primeira rodada no dia 27, às 16h30, contra o River Plate, atual campeão argentino. "Esse será nosso jogo chave. O River tem um elenco muito bom, inclusive com dois jogadores de lá que já atuaram aqui e um brasileiro que era do São Caetano. O ponto forte deles é o sistema defensivo. Conseguimos assistir a alguns vídeos, estamos preparados e não podemos cair no nervosismo por estarmos jogando pela primeira vez contra um time de fora."
Cerimônia de abertura - a festa que abre oficialmente o Pan-Americano será realizada na sexta (27), às 19h30, com a presença das equipes de ginástica rítmica da Unopar (Universidade Norte do Paraná). As atletas, junto aos alunos do curso de Educação Física da instituição de ensino, apresentarão coreografia durante o evento. A expectativa de público para a cerimônia de abertura é de 2 mil pessoas.

Tabela da fase de classificação:
Dia 27 de abril (sexta-feira)
13h15 - Esporte Clube Pinheiros (SP) x Universidad Americana (PAR)
14h45 - ADC Metodista/São Bernardo (SP) X AACF Quilmes (ARG)
16h30 - Clube Atlético River Plate (ARG) x Taubaté (SP)
19h30 - cerimônia de abertura
20h30 - Unopar Londrina/Sercomtel (PR) x Universidad de los Lagos (CHI)

Dia 28 de abril (sábado)
9h - Clube Atlético River Plate (ARG) x Universidad Americana (PAR)
10h30 - ADC Metodista/São Bernardo (SP) x Universidad de los Lagos (CHI)
12h - Esporte Clube Pinheiros (SP) x Taubaté (SP)
13h30 - Unopar Londrina/Sercomtel (PR) x AACF Quilmes (ARG)

Dia 29 de abril (domingo)
13h15 - Taubaté (SP) x Universidad Americana (PAR)
14h45 - AACF Quilmes (ARG) x Universidad de los Lagos (CHI)
16h30 - Esporte Clube Pinheiros (SP) x Clube Atlético River Plate (ARG)
18h15 - Unopar Londrina/Sercomtel (PR) x ADC Metodista/São Bernardo (SP)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Semana de treinos da Seleção Feminina na Áustria

A Seleção Brasileira Feminina de Handebol encerrou mais uma etapa de preparação para os Jogos Olímpicos de Londres, de 27 de julho a 12 de agosto. Após dois empates em amistosos disputados em março contra a Noruega, atual campeã olímpica e mundial, a equipe treinou entre os dias 16 e 21 de abril no clube Hypo, na Áustria, que conta com oito jogadoras do Brasil.
O técnico Morten Soubak convocou 17 atletas para o período de atividades na Europa e fez balanço positivo dos treinamentos. "Realizamos trabalhos táticos e técnicos, além de aprimorar a parte física das meninas, o que é muito bom. Valeu a pena, com certeza", disse o dinamarquês. A Seleção volta a se reunir em maio, quando disputará um torneio internacional amistoso na Turquia.
Três jogadoras que já haviam sido convocadas, mas que não participaram dos dois empates contra a Noruega no Olympic Park, em Londres, foram chamadas. Uma delas foi a armadora Jaqueline Anastacio, atleta  do Gjovik, da Noruega, de volta à Seleção após dois anos. Também teve nova chance a central Deborah Hannah, que esteve com a Seleção Adulta na preparação para o Mundial de São Paulo, em dezembro, e foi campeã do Pan-Americano Júnior com a Seleção Brasileira em março, em Santo Domingo, na República Dominicana. A terceira novidade foi a ponta Dayane Pires, integrante do grupo no Pan-Americano de Seleções, em 2011. O trio foi elogiado por Morten.
"A Jaqueline treinou muito bem e está forte fisicamente. Foi bom vê-la de volta. A Deborah, apesar de ser júnior, foi convocada pela terceira vez. Ela já conhece as meninas e também foi bem. Já a Dayane mostrou grande potencial", comentou o treinador. Para o torneio na Turquia, Morten terá todas as atletas à disposição. Na Áustria, algumas jogadoras ficaram fora por conta de compromissos com seus clubes, casos da goleira Chana e da armadora Duda Amorim.

Definidos os grupos do Pan-Americano de Clubes de Handebol em Londrina (PR)

Já estão definidos os grupos da fase de classificação do Campeonato Pan-Americano Masculino de Clubes 2012, que será disputado em Londrina, no Paraná, entre 27 de abril e 1º de maio. A competição reunirá oito equipes de Brasil, Argentina, Paraguai e Chile. O campeão do torneio será o representante das Américas no Mundial (Super Globe) de Doha, no Qatar, em agosto. Todas as partidas terão como sede o Ginásio Moringão, com entrada franca.
Na Grupo A, estarão Esporte Clube Pinheiros (SP), Clube Atlético River Plate (ARG), Taubaté (SP) e Universidad Americana (PAR), enquanto a B será composta por Unopar Londrina/Sercomtel (PR), ADC Metodista/São Bernardo (SP), AACF Quilmes (ARG) e Universidad de los Lagos (CHI). No Pan de Clubes do ano passado, em São Bernardo, no ABC Paulista, o Pinheiros foi campeão depois de vencer o Londrina. A medalha de bronze ficou com o River Plate.
Para o técnico do time anfitrião, Giancarlos Ramirez, essa edição do Pan-Americano de Clubes promete ser a mais equilibrada. "Acredito que será a competição mais acirrada que já tivemos, com seis equipes em condições iguais de brigar pelo título e as equipes do Chile e do Paraguai correndo por fora", avaliou. "Quem chegar à final terá feito jogos muito fortes e desgastantes. Por isso, a parte física vai ser determinante", completou.
Sobre o Londrina, o treinador contou que o elenco está renovado em relação ao ano passado, com mistura de atletas experientes e jovens talentos. "Estamos com um time diferente e muito jovem. Apenas cinco ficaram, dos que disputaram a última temporada: Mazzoco e Bruno (pontas), Cyborg (armador-direito), Boi (armador-esquerdo) e Léo (central). Os meninos novos, que vieram da base e de outros clubes, são de ótimo nível e estão correspondendo dentro do que esperamos."
O sistema de disputa será todos contra todos, dentro de suas chaves. Os dois primeiros de cada grupo disputarão as semifinais, em cruzamento olímpico (1ºA x 2ºB e 2ºA x 1ºB). A cerimônia de abertura será realizada no dia 27, às 19h30.
Chave A:
Esporte Clube Pinheiros (SP)
Clube Atlético River Plate (ARG)
Taubaté (SP)
Universidad Americana (PAR)
Chave B
Unopar Londrina/Sercomtel (PR)
ADC Metodista/São Bernardo (SP)
AACF Quilmes (ARG)
Universidad de los Lagos (CHI)

terça-feira, 17 de abril de 2012

Unopar intensifica treinos para o Pan de Clubes

A Unopar Londrina/Sercomtel intensifica os treinos nesta semana visando a preparação para o Campeonato Pan-Americano de Clubes, que será realizado em Londrina de 27 de abril a 1º de maio. Esta semana haverá treinos à noite – para adaptar a equipe aos horários dos jogos do Pan - e também à tarde e de manhã. 
Assim como o amistoso de sábado contra Cambé, que não foi realizado, o jogo contra a equipe de Campo Mourão, que estava previsto para hoje, também está cancelado. 
O técnico Giancarlos Ramirez diz que, diante da falta de adversários, vai procurar imprimir um ritmo de jogo nos treinos desta semana. A intenção é definir a forma como a equipe vai jogar no Pan e também as substituições entre atacantes e defensores. 
"Vou aproveitar para observar com mais atenção o desempenho dos novos jogadores em situação de jogo", diz Ramirez, informando que a equipe busca novos amistosos para o outro final de semana. 
O ponta Mazzoco, que sentiu dores no joelho direito na semana passada, deve voltar aos treinos. 


O Pan de Clubes 


Os adeptos do handebol terão os olhos voltados novamente para Londrina entre os dias 27 de abril e 1º de maio, quando será realizado o 5º Campeonato Pan-Americano de Clubes de Handebol Masculino. Além de definir a melhor equipe das Américas, o campeão do Pan será o representante do continente no mundial do Qatar, em setembro de 2012. 
Nessa edição, oito equipes disputarão os jogos no Ginásio do Moringão: Pinheiros (Brasil), atual campeão; Unopar Londrina/Sercomtel (Brasil), que sedia o Pan; Metodista (Brasil), vice-campeão da Liga Nacional; Taubaté (Brasil), 3º colocado na Liga Nacional; River Plate (Argentina) e Quilmes (Argentina), além de uma equipe do Uruguai e uma do Chile, ainda a serem definidas. A confirmação dos clubes participantes será feita até o dia 14 de abril 
É a terceira vez que Londrina sedia o Pan-Americano: a cidade foi sede em 2008 e 2009 - quando a equipe da Unopar Londrina/Sercomtel sagrou-se campeã. 
Segundo o técnico da Unopar Londrina/Sercomtel, Giancarlos Ramirez, o Pan de Clubes em Londrina é uma das formas de comemorar os 15 anos da equipe de handebol na cidade. A expectativa é de grande participação do público. 
"Faremos ações envolvendo as baterias das associações atléticas dos cursos de todas as universidades e faculdades de Londrina, e também haverá premiação para escolas que participarem do evento levando os alunos para assistir os jogos", conta. "Queremos tornar o Pan-Americano um grande evento com apoio de toda a comunidade e da imprensa", conclama. 
A cerimônia de abertura ficará a cargo do curso de Educação Física da Unopar, com a participação de centenas de alunos, professores e das ginastas da GR, sob a coordenação das professoras Márcia Aversani e Virgínia Nobre.


Fonte: .bonde.com.br

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Seleção Feminina se reúne para treinos na Áustria

Após uma vitória contra a Inglaterra e dois empates com a campeã olímpica e mundial Noruega em Londres, a Seleção Brasileira Feminina de Handebol se prepara para mais uma fase de treinamento. No próximo domingo (15), 17 atletas convocadas pelo técnico Morten Soubak se reúnem na Áustria para atividades entre os dias 16 e 21 de abril no Hypo, clube que conta com oito brasileiras no elenco. As jogadoras que atuam no Brasil embarcam para a Europa no sábado (14).

Há algumas novidades em relação à equipe que atuou em março no Olympic Park, complexo esportivo onde serão realizadas as partidas de handebol nas Olimpíadas, no meio do ano. A goleira Chana e a armadora Duda Amorim, frequentemente convocadas, têm compromissos com seus clubes e não participarão dos treinos. Por outro lado, três atletas que já passaram pela Seleção em outras oportunidades foram chamadas: a armadora Jaqueline Anastacio, a central Deborah Hannah e a ponta Dayane Pires.

Jaqueline vem se destacando no Gjovik, da Noruega, e está de volta à Seleção após dois anos. "Ela sempre veste a camisa do Brasil com muita garra e orgulho. É uma jogadora de chute muito forte e vai entrar na briga por uma vaga na equipe que disputará os Jogos Olímpicos", elogiou Morten Soubak. O treinador também destacou as qualidades de Dayane, que disputou o Pan-Americano de Seleções em 2011. "É uma atleta muito rápida e explosiva, com ótimo salto. Será uma nova chance para mostrar o quanto pode contribuir."

Já Deborah Hannah, que esteve com a Seleção Adulta na preparação para o Mundial de São Paulo, em dezembro, ainda é Júnior e integrou o time que conquistou medalha de ouro no Pan-Americano da categoria em março, em Santo Domingo, na República Dominicana, tendo sido escolhida a melhor jogadora da competição "Ela vem mostrando muito potencial. É uma menina com boa visão de jogo. Queremos avaliá-la e dar oportunidade para que ganhe experiência", disse Morten.

Programação:
* horário local

Segunda-feira (16)
10 às 12h e 16h às 17 - quadra

Terça-feira (17)
9h30 às 10h30 - academia
10h30 às 12h e 17h15 às 19h - quadra

Quarta-feira (18)
10h às 12h - quadra
17h15 às 19h - academia

Quinta-feira (19)
9h30 às 10h30 - academia
10h30 às 12h e 18h às 19h30 - quadra

Sexta-feira (20)
9h30 às 11h30 e 17h15 às 19h  - quadra

Sábado (21)
9h30 às 10h30 - academia
10h30 às 12h - quadra

As convocadas:

Goleiras:
Bárbara Elisabeth Arenhart, a Babi (Hypo - Áustria)
Mayssa Pessoa (Issy Paris Hand - França)

Armadoras:
Deonise Fachinello Cavaleiro (Itxaco - Espanha)
Silvia Helena Araujo (Hypo)
Moniki Karla Novais Bancilon (ADC Metodista/São Bernardo)
Francine de Moraes Cararo (Hypo)
Jaqueline Anastacio (Gjovik - Noruega)

Centrais:
Ana Paula Rodrigues (Hypo)
Mayara Fier de Moura (Mios Bigamos - França)
Deborah Hannah Pontes Nunes (Clube Português do Recife/Aeso)

Pontas:
Alexandra Priscila do Nascimento (Hypo)
Jéssica da Silva Quintino (A.D. Blumenau)
Fernanda França da Silva (Hypo)
Samira Pereira da Silva Rocha (Hypo)
Dayane Pires da Rocha (ADC Metodista/São Bernardo)

Pivôs:
Daniela Piedade, a Dani (Hypo)
Fabiana Diniz, a Dara (Bera-Bera - Espanha)

Comissão técnica:
Técnico: Morten Soubak
Assistente-técnico: Alex Aprile
Fisioterapeutas: Cesar Augusto Parreira e Maria Rita Cardoso Gomes
Médico: Leandro Gregorut Lima
Psicóloga: Alessandra Dutra
Nutricionista: Julia Bargieri
Supervisora: Rita de Cássia Orsi
Diretor de seleções: Vitor Domingos Martinez

Fonte: Photoegrafia

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Javier Garcia Cuesta deixa a Seleção Masculina

Javier Garcia Cuesta não é mais treinador da Seleção Brasileira Masculina de Handebol. O técnico espanhol tomou a decisão de deixar o cargo após a participação da equipe no Pré-Olímpico de Gotembrugo, na Suécia, encerrado no último domingo. O Brasil saiu do torneio com uma vitória (sobre a Macedônia) e duas derrotas (Suécia e Hungria) e não conseguiu vaga nos Jogos de Londres, no meio do ano, principal objetivo do ciclo olímpico 2009-2012. Javier também era coordenador das seleções nacionais.

O treinador apontou razões profissionais e pessoais para seu desligamento do handebol brasileiro. "Não conseguimos alcançar o objetivo proposto, que era melhorar os resultados da Seleção Masculina", explicou. "Além disso, apesar do ótimo tratamento e carinho que a Confederação Brasileira (CBHb) teve comigo e minha família, em especial o presidente Manoel Luiz Oliveira, a quem agradeço muito, não é fácil mudar de país e de vida. Por isso, decidi pela saída", completou.

Javier aproveitou para agradecer a oportunidade e o apoio de todos que trabalharam com ele. "Sou grato pela confiança que a Confederação sempre depositou em mim. Foi um grande prazer conviver com os integrantes das comissões técnicas, com quem aprendi muito. Também deixo meu 'obrigado' aos jogadores com quem trabalhei durante esses anos. A eles, todo o meu respeito e admiração."

Sobre o futuro da modalidade no Brasil, o espanhol revelou ter ótima expectativa. "Desejo o melhor para o handebol brasileiro. As Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, serão o próximo grande desafio das seleções nacionais e tenho certeza de que o País terá um grande sucesso. Esteja onde onde eu estiver, vou sempre torcer para que dê tudo certo."

Resultados de Javier Garcia Cuesta à frente da Seleção Masculina: 4º lugar no Torneio da França (janeiro de 2010); título inédito nos Jogos Sul-Americanos de Medellín, na Colômbia (março de 2010); medalha de prata no Pan-Americano de Seleções do Chile (junho de 2010); 21º lugar no Mundial da Suécia (janeiro de 2011) e medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (outubro de 2011). 

Fonte: Photoegrafia